sexta-feira, 23 de abril de 2010
2 comentários

Hoje, 23 de abril, meu irmão, Vini faz 21 anos!

Não tem como explicar o amor que eu sinto por você, Vini. Não tem como explicar, porque eu sinto que o que a gente tem é mais ou menos como gêmeos muito ligados. A gente faz parte um do outro. A gente vai crescendo e essa coisa fica mais disfarçada, mas o sentimento tá ali.. pulsante. Sempre.

A gente nunca vai deixar de ser aqueles dois bestas que moram separados quando brigam: um na sala de estar e outro na sala de jantar, embaixo da mesa. A gente nunca vai deixar de ser aqueles que se olham e decidem fazer as pazes, porque a gente é tudo que a gente tem, pra sempre. A gente nunca vai deixar de ser aqueles pirralhos que falam coisas sem intenção de machucar, mas machucam, e ao perceber que a mãe tá triste a gente pega um na mão do outro, olha pra mãe, se abraça e diz: Ó MÃE, a gente fez as pazes, tá tudo bem!

Nós, unidos pelo sangue, pela história, pelo amor.

Você, eu conheço você! Todo adulto, responsável, durão. Quando se faz de bravo, sai de baixo! Ninguém te tira a razão. Mas eu conheço você! Torrão? Só se for de açúcar, na verdade, na verdade é todo sentimental e mole que nem eu. E é por isso que eu te amo tanto, porque a gente é tão igual.

Se dependesse de mim eu te carregava pra tudo quanto é lado, não deixava você sair de perto de mim... Mas como dizem os velhos: A gente cria filho pro mundo. IUHAUIHUIAHUIAHA. Já era aquele tempo que a gente não desgrudava, mas tem que ser assim. A gente tem que desgrudar. E eu fico muito feliz que você tenha achado alguém que te merece (e que te aguenta!).

Você é a pessoa com quem eu mais me preocupo nesse mundo. O top 1 da lista, e isso só vai mudar quando eu tiver um filho. Por mais que a gente tenha a Beatriz ( linda), você sempre vai ser o caçula. Arteiro e esquentadinho. Não adianta nem tentar, não vai crescer, não pra mim!

Então segura essa, brother! Eu vou ficar no teu pé. Pra sempre! hehehe

Te amo! Te amo! Te amo! E desejo TUDO DE MELHOR pra você, and I really mean it!

Você é a pessoa que eu sei que sempre vai tá lá por mim, e espero que saiba (tenha certeza) que eu sou quem sempre vai estar aqui por você!

Te amo (de novo) pra sempre.

Parabéns!!!!
Mais informações »

Arghhh seminários!

quinta-feira, 8 de abril de 2010
1 comentários
Cara, como eu odeio apresentar seminários. Eu não consigo estudar pra eles. Cada frase que eu leio do conteúdo eu lembro de que em poucos dias ou horas eu vou estar em frente de uma monte de gente falando, falando...

Argh!
Meu estômago dói!

;*
Mais informações »

I want it back - kooks

terça-feira, 6 de abril de 2010
0 comentários

How did you do it female?
It's always you do it angel
You always keep me on the run


Mais informações »

A vida é tão rara!

domingo, 4 de abril de 2010
1 comentários
Fui à Curitiba prestigiar uma pessoa que amo demais esse fim de semana, minha mãe. Minha mãe sempre foi uma mulher amorosa, sensível, frágil, companheira, altruísta, e muitas outras coisas. Acima de tudo minha mãe foi guerreira. Desde muito cedo buscou ser feliz, tudo que ela sempre quis era fazer com que quem estivesse a sua volta se sentisse bem. E, com toda a certeza, ela conseguiu e consegue isso o tempo todo. Às vezes de maneira até exagerada, mas sempre com muito amor, faz questão de servir a todos e dar o seu melhor. Muitas vezes não é uma qualidade que a ela própria agrada, pois percebe que, fazendo assim, deixa muito da sua própria felicidade em segundo plano, e se penaliza por isso, tentando ser quem não é. Tentando enrijecer-se, tentando criar uma crosta de defesa que não é dela. Tentando proteger a si mesmo, acaba machucando-se, pois no fundo o que a Dona Veronica quer é amar. Mas tem vezes que é duro mesmo.. amar e não se sentir amado, dá vontade de desistir né mamys linda? Não desiste, não! Você é tudo que é, você vale o tanto que vale por quem é e sempre foi. Olhe pra dentro do seu coração e sinta quem você precisa ser, porque o resto não importa. Eu acredito que uma das coisas mais difíceis na vida é olhar pra quem te ofende e, ao perceber que ama essa pessoa, perdoar. É difícil, pois carregamos um orgulho do tamanho do mundo, um orgulho tão grande quanto o tamanho do nosso coração, só que tem um problema nisso tudo... a gente tem que escolher qual a gente vai carregar na nossa vida: se é o orgulho ou o amor, os dois não andam juntos, não se deixam carregar juntos. E, nesse fim de semana, você escolheu qual você quer carregar, e eu estou muito muito muito feliz por você! Pois você foi a mais forte! Você foi nobre! E minha admiração por ti só cresceu mais, se é que isso é possível!

Eu costumo encaixar essa letra em várias coisas na minha vida, em várias situações, e acredito que seja por isso que simpatizo tanto por ela...

Lenine - Paciência

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não pára...

Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...

Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...

O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...

Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára
A vida não pára não...

Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára
A vida não pára não...

A vida não pára...





Feliz Aniversário Mãe! Parabéns pela sua nobreza, pela sua garra! O valor que há em você é raro!


Mais informações »
 

outros ares

Tecnologia do Blogger.

você por aqui?

Ocorreu um erro neste gadget
 

© 2010 Prisci's thoughts